Pular para o conteúdo principal

Atu XVII – A Estrela

 

Estrela

 

“Todo homem e toda mulher é uma estrela”, AL, I, 3.

Temos aqui a Essência do equilíbrio entre o Céu e a Terra, através da pureza do Amor. O nosso Viajante, regido pelo Amor sob Vontade, percorre o seu Caminho entre o Céu e a Terra, um Caminho obscuro através da escuridão da Noite, onde o Amor destrói e redime a sua Alma. E isto tudo só pode começar a partir de um Beijo. Feito partícula daquele Beijo, o Iniciado descobre que já não pertence a lugar algum. Ele que havia negado a Terra, agora lhe é mostrado que nem o Céu lhe pertence. Assim, ele é arremessado do Céu ao Inferno, para fazer de ambos a sua morada, mas esta está verdadeiramente Nela.

E Ela sussurrou:

Mas amar-me é melhor que todas as coisas: se sob as estrelas-da-noite no deserto tu presentemente queimas meu incenso ante me, invocando-me com um puro coração, e a chama da Serpente nele, tu virás deitar-te em meu seio um bocadinho. Por um beijo tu então estarás querendo dar tudo; mas quem quer que dê uma partícula de pó perderá tudo nesta hora. Vós reunireis bens e abundância de mulheres e especiarias; vós vestireis ricas jóias; vós excedereis as nações da terra em esplendor & orgulho; mas sempre no amor de me, e assim vós atingireis ao meu prazer. Eu vos encarrego de vir fervorosamente ante me em um simples robe, e coberto com um rico toucado. Eu vos amo! Eu anseio por vos! Pálido ou púrpura, velado ou voluptuoso, Eu que sou todo prazer e púrpura, e embriaguez do senso mais íntimo, vos desejo. Vesti as asas, e erguei o enroscado esplendor dentro de vós: vem a me!” AL, I, 61.

O Viajante não apenas cruzou o Grande Portal, como se tornou em um deus. Seu corpo, em sua viagem reluzia como reluz o corpo Dela. Mesmo mergulhado em Amor, ele deve se reger pela Vontade. No entanto, para aqueles próximos a ele, ele é obscuro como a Noite, como a Lua atrás deles. Para os seres viventes daquela terra cinza, ele é um tolo ou um mestre, e, no entanto, ele é a Incompreensão.

Não existe fé ou mesmo esperança, apenas certeza. Pois Ela disse:

Eu dou prazeres inimagináveis sobre a terra; certeza, não fé, enquanto em vida, sobre a morte; paz inominável, descanso, êxtase; nem peço Eu coisa alguma em sacrifício.” AL, I, 58.

Certeza é a visão clara do Entendimento. Os tolos morrem com suas fés e rodeados pelas flores murchas de suas esperanças. Os Irmãos Negros, depois de a terem Beijado, negam o Seu Amor por velhas doçuras e aqui mais uma vez eu vos alerto, cuidado com o amor. Toda Fórmula está mudada e poucos são aqueles que verdadeiramente a compreendem. Nos é alertado:

Invoca-me sob minhas estrelas! Amor é a lei, amor sob vontade. Nem que os tolos confundam o amor; pois existem amor e amor. Existe a pomba, e existe a serpente. Escolhei bem! Ele, meu profeta escolheu, conhecendo a lei da fortaleza, e o grande mistério da Casa de Deus.

Todas essas velhas letras de meu Livro estão corretas; mas tzaddy não é a Estrela. Isto também é secreto: meu profeta o revelará aos sábios.” AL, I, 57.

Os estudantes deveriam ler atentamente Liber ARARITA, Liber 418 e Liber Cordis Cincti Serpente. Ela se dá igual para o Céu e para a Terra, e aqui já não existe mais divisão…

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atu XX - O Aeon

O Atu XX não é mais o Julgamento que vemos nos outros Tarots, porque este agora demarca o nascimento de uma Nova Era, onde não mais existe a concepção de julgamento ou de punição de uma divindade sobre seus adoradores. Este Atu é um dos mais belos do Tarot de Thoth, pois também demarca o resgate das raízes espirituais do mundo ocidental. Temos a Criança Coroada, livre e inocente, pisando sobre o passado e sobre as aberrações cometidas sob os direitos mais básicos do ser humano: o direito a ser Feliz. A Criança não nos mostra mais o nascimento, vida e morte, mas a continuidade da existência: a Eternidade.Aleister Crowley escreveu apropriadamente quando descreveu Thelema: “…representa não meramente uma nova religião, senão uma nova cosmologia, uma nova filosofia, uma nova ética. Coordena os inconexos descobrimentos da ciência. Seu alcance é tão vasto que resulta impossível aludir sequer, a universalidade de sua aplicação… O Æon de Hórus, do Filho, não é meramente um símbolo de crescimen…

Atu A Princesa de Paus

Ela é a representação dos extremos, o extremo da ousadia, a ousadia inocente que desconhece o limite do perigo. A ousadia da inocência perante o mundo. Na busca da sua luz ela avança resoluta, mesmo que tenha de abrir mão de todas as suas riquezas. A nossa Princesa imola seu ego no seu fogo puro, no fogo do incenso, entregando a si mesma ao desconhecido. Pura como o fogo e a terra, ela se lança, ela dança, ela se eleva. Como uma jovem virgem ela entrega sua pureza, dá o último passo na direção de sua escolha, de sua volúpia, de sua liberdade. A Princesa é a jovem rica e rebelde que escolhe o seu caminho quase que instintivamente, quase que inocentemente, inocentemente... Se há dúvida em seu coração, nós nunca o saberemos, pois ela segue firme, adaptativa, violenta muitas vezes, mas com a certeza de que sairá vitoriosa. Impetuosa, fértil, rica, inocente sem dúvida, esta é a Princesa do Palácio dos Deuses. Sua ousadia é digna do nosso amor e da nossa admiração, pois devemos saber que ne…

Atu XV – O Diabo

Nada melhor do que iniciarmos este nosso blog do que fazer um rápido comentário sobre o Atu XV, o Diabo, que é o arcano que em Essência rege todo o Tarot e, consequentemente, qualquer jogo realizado com este.


O Diabo, longe de qualquer conceito retrógado em que se baseia o senso comum, representa a Verdadeira Vontade, dentro do conceito thelêmico da palavra. Apesar deste Atu em si não representar propriamente a imagem do Sagrado Anjo Guardião, representa o conceito de Virilidade, de Vigor e de Força, que libera as energias ativas e passivas no ser humano. O Atu concentra em si as duas potencialidades de ação e não ação, convergendo-as em uma única direção.

Este Atu (ou arcano) demarca o Caminho do Iniciado na direção do Infinito, rompendo com todas as limitações e mostrando um novo rumo. O bode montês representa a ascensão do homem além dos seus limites físicos e psíquicos. Esta ascensão é realizada por causa do Amor, representado pela guirlanda de flores em sua cabeça, dirigido pela Vo…