Pular para o conteúdo principal

O Mistério dos Arcanos

Sérgio Bronze

Louco – apresenta outra realidade; é outra maneira de ver as coisas; louco apenas na aparência; brincalhão; é a faceta externa do Eremita; é aquele que nos provoca e que nos causa medo e receio.
Mago – integridade e a curiosidade; a beleza do caminho; alegria e ação.
Sacerdotisa – delicadeza e a suavidade feminina; o lado oculto das pessoas e das coisas; liberdade e a pureza; a paz.
Imperatriz – autoridade; o poder; o amor; a distância e o distanciamento; o convite da riqueza; a ignorância do sentimento.
Imperador – o poder e a violência; força; riqueza; a busca do poder material; o conhecimento puro e simples; a superficialidade; a busca e o prazer da vida mundana; a ignorância da razão.
Hierofante – a aparência; o esconder de um conhecimento; o distanciamento do mestre; a busca interior.
Amantes – delicadeza, refinamento pelo amor; amizade; companheirismo; uma meta muito bem traçada; um objetivo e a certeza de atingir este objetivo; essência; vida.
Carro – movimento; mistério; o desconhecido; a vitória do guerreiro; aquele que nos confronta; o ensinamento oculto; a sabedoria; o orgulho da vitória; o enfrentamento do destino; a coragem.
Justiça – suavidade; equilíbrio; imparcialidade; tranquilidade; inteligência superior; entendimento; paz; vigor; saúde; uma vida equilibrada e regrada; gentileza.
Eremita – o ensinamento em sua totalidade; entrega completa; sabedoria superior; aquele que é reconhecidamente um verdadeiro mestre; um ensinamento específico.

- x -

1. O mundo o olha e imagina que ele nada significa, pois o homem comum o vê como a um mero mendigo.
2. No entanto, ele trabalha com afinco para a realização da Vontade Dela e ele estuda para poder entendê-La.
3. Ela guarda em si a Sabedoria Dele e em sua imobilidade ela compreende o movimento Dele.
4. E ela se prepara para as núpcias reais, em que foi escolhida por sua real virtude passiva.
5. Enquanto que eles disputaram o poder e foram respeitados por isto, mas eles se colocam acima de todos e nunca descansarão.
- x -
Fortuna – felicidade; a chegada e a conquista de um Novo Mundo; realização e maestria; o desvelar de todos os mistérios; um movimento natural.

clip_image002

Força – é delicadeza; refinamento; amor; suavidade; ordem e ordenamento; alegria; eternidade; naturalidade; brincadeiras; uma união perfeita.
Pendurado – a entrega de tudo aquilo que de valioso foi conquistado; luz e vida são aqui entregues para a riqueza de todos; alegria suprema em liberdade e amor.
Morte – a dança da renovação; o prosseguir resoluto em uma direção; a marcha dos heróis na direção de seus destinos; uma alegria que não pode ser mensurada.
Temperança – o ato de misturar todos os elementos para se conhecer um elemento; o amor por si mesmo.
Diabo – este é o momento em que devemos acreditar em nós mesmos, em nossos sonhos e acreditar em nossas potencialidades; é o arriscar verdadeiro; é o acreditar no que está além das aparências; é a certeza do incerto.

- x -

6. Aqui está feita a separação entre o homem da Terra e o Amante.
7. Possam eles seguir seus destinos e que estes possam, quando necessário, se interlaçarem.
8. Assim um não conhecerá bem o outro, mas um reconhecerá o outro.
9. Pois seis e seis são os versículos de Nossa Senhora Nuit.
10. Cada qual, na direção irrestrita de sua Obra, faz a alegria do mundo.
11. E assim, não importa ele quem seja, atingirá a Felicidade Suprema em Nuit ou no além.

- x -

Torre – o fim das certezas, da estabilidade e do conforto estagnante; morte física; destruição; crises profundas; guerra; suicídio; o final de um ciclo; a Natureza se renova de tempos em tempos; o princípio da renovação nos homens.
Estrela – o desconhecido e a sua beleza; o ato de optar por um único elemento; o que se quer de verdade?; uma escolha a ser tomada.
Lua – o caminhar pela escuridão; a coragem em si mesmo; a necessidade de se prosseguir; medos inconscientes; perigos obscuros; as falhas que não são percebidas.
Sol – alegria e felicidade passageira; realização; liberdade e conquista restrita; calor; amizade; excesso de autoconfiança; despreocupação excessiva; ingenuidade.
Julgamento – chamado; ressurreição; um novo recomeço; dom da palavra; o verbo divino.
Universo – plenitude; expansão; alegria constante; êxtase e regozijo; movimento constante e ininterrupto; dança cósmica; felicidade suprema; retorno às origens.

- x -

12. E o mistério dos Arcanos foi exposto e que cada um possa seguir com o seu Destino.

(Para aquela que está distante)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atu XX - O Aeon

O Atu XX não é mais o Julgamento que vemos nos outros Tarots, porque este agora demarca o nascimento de uma Nova Era, onde não mais existe a concepção de julgamento ou de punição de uma divindade sobre seus adoradores. Este Atu é um dos mais belos do Tarot de Thoth, pois também demarca o resgate das raízes espirituais do mundo ocidental. Temos a Criança Coroada, livre e inocente, pisando sobre o passado e sobre as aberrações cometidas sob os direitos mais básicos do ser humano: o direito a ser Feliz. A Criança não nos mostra mais o nascimento, vida e morte, mas a continuidade da existência: a Eternidade.Aleister Crowley escreveu apropriadamente quando descreveu Thelema: “…representa não meramente uma nova religião, senão uma nova cosmologia, uma nova filosofia, uma nova ética. Coordena os inconexos descobrimentos da ciência. Seu alcance é tão vasto que resulta impossível aludir sequer, a universalidade de sua aplicação… O Æon de Hórus, do Filho, não é meramente um símbolo de crescimen…

Atu A Princesa de Paus

Ela é a representação dos extremos, o extremo da ousadia, a ousadia inocente que desconhece o limite do perigo. A ousadia da inocência perante o mundo. Na busca da sua luz ela avança resoluta, mesmo que tenha de abrir mão de todas as suas riquezas. A nossa Princesa imola seu ego no seu fogo puro, no fogo do incenso, entregando a si mesma ao desconhecido. Pura como o fogo e a terra, ela se lança, ela dança, ela se eleva. Como uma jovem virgem ela entrega sua pureza, dá o último passo na direção de sua escolha, de sua volúpia, de sua liberdade. A Princesa é a jovem rica e rebelde que escolhe o seu caminho quase que instintivamente, quase que inocentemente, inocentemente... Se há dúvida em seu coração, nós nunca o saberemos, pois ela segue firme, adaptativa, violenta muitas vezes, mas com a certeza de que sairá vitoriosa. Impetuosa, fértil, rica, inocente sem dúvida, esta é a Princesa do Palácio dos Deuses. Sua ousadia é digna do nosso amor e da nossa admiração, pois devemos saber que ne…

Atu XV – O Diabo

Nada melhor do que iniciarmos este nosso blog do que fazer um rápido comentário sobre o Atu XV, o Diabo, que é o arcano que em Essência rege todo o Tarot e, consequentemente, qualquer jogo realizado com este.


O Diabo, longe de qualquer conceito retrógado em que se baseia o senso comum, representa a Verdadeira Vontade, dentro do conceito thelêmico da palavra. Apesar deste Atu em si não representar propriamente a imagem do Sagrado Anjo Guardião, representa o conceito de Virilidade, de Vigor e de Força, que libera as energias ativas e passivas no ser humano. O Atu concentra em si as duas potencialidades de ação e não ação, convergendo-as em uma única direção.

Este Atu (ou arcano) demarca o Caminho do Iniciado na direção do Infinito, rompendo com todas as limitações e mostrando um novo rumo. O bode montês representa a ascensão do homem além dos seus limites físicos e psíquicos. Esta ascensão é realizada por causa do Amor, representado pela guirlanda de flores em sua cabeça, dirigido pela Vo…