Pular para o conteúdo principal

Atu V – O Hierofante

image
Todos estão aos pés dele; ele que tem o direito divino de vida e morte sobre todos. A estrutura de seu poder foi criada para por aos seus pés o controle sobre as sociedades. Ele sempre com face sorridente e sem qualquer virtude prega a dor e o pecado, oprime seus seguidores através do medo, da mesma maneira que é oprimido por Aqueles que estão acima dele. Ele expressa aquilo que todos gostariam de ouvir, pois a palavra que o rege é: congregação. Ele une ou congrega os fracos de vontade e lhes indica um caminho, o caminho dele.
Ele se esconde em uma face de bondade e de “sabedoria”. Esconde-se na postura do santo guru e do sábio mestre, e todos o escutam, o seguem e o defendem de qualquer acusação. Quem segue o Hierofante é porque ainda não sabe realmente o que quer. Sua “verdade” gera morte, conflitos, retrocessos sociais e culturais. Ele faz com que todos acreditem em suas mentiras, fruto de alguma experiência mística que ele transforma em uma “verdade coletiva”.
O Hierofante não necessita ser um iniciado, basta fingir o suficiente para que todos acreditem que ali está um homem santo.
É compreensível que o Hierofante seja o magista, pois ele começa movido por uma completa incapacidade de observar a si mesmo. Esta ilusão se refletirá no final de sua caminhada, onde ele confundirá a fortuna com o poder sobre as pessoas e no acúmulo de coisas materiais. Mas o pior se encontra na total impossibilidade de evoluir nesta existência, o medo diante a diferença e na total incapacidade de realizar mudanças de acordo com a vontade. O Hierofante é um estúpido diante da Natureza, um reles trapaceiro diante o Universo, que ele se recusa a entender e a fazer parte.

Comentários

  1. Eu acho que o Sr está confundindo o Hierofante com a Igreja Católica.

    ResponderExcluir
  2. O Hierofante representa o Iniciado oculto, que rege todas as organizações terrenas. Ele prepara o Aeon de Maat, mas seu ritmo é lento, cerca de 2000 anos! Aqueles que ele possa enganar serão destruidos, assim como o hierofante terá que no fim destruir a sí mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Sinto lhe informar, mas o senhor está completamente enganado quanto ao Hierofante. Estude-o profundamente e verás que o Hierofante, não importa qual o Aeon, é e será sempre o que foi.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Atu XX - O Aeon

O Atu XX não é mais o Julgamento que vemos nos outros Tarots, porque este agora demarca o nascimento de uma Nova Era, onde não mais existe a concepção de julgamento ou de punição de uma divindade sobre seus adoradores. Este Atu é um dos mais belos do Tarot de Thoth, pois também demarca o resgate das raízes espirituais do mundo ocidental. Temos a Criança Coroada, livre e inocente, pisando sobre o passado e sobre as aberrações cometidas sob os direitos mais básicos do ser humano: o direito a ser Feliz. A Criança não nos mostra mais o nascimento, vida e morte, mas a continuidade da existência: a Eternidade.Aleister Crowley escreveu apropriadamente quando descreveu Thelema: “…representa não meramente uma nova religião, senão uma nova cosmologia, uma nova filosofia, uma nova ética. Coordena os inconexos descobrimentos da ciência. Seu alcance é tão vasto que resulta impossível aludir sequer, a universalidade de sua aplicação… O Æon de Hórus, do Filho, não é meramente um símbolo de crescimen…

Atu A Princesa de Paus

Ela é a representação dos extremos, o extremo da ousadia, a ousadia inocente que desconhece o limite do perigo. A ousadia da inocência perante o mundo. Na busca da sua luz ela avança resoluta, mesmo que tenha de abrir mão de todas as suas riquezas. A nossa Princesa imola seu ego no seu fogo puro, no fogo do incenso, entregando a si mesma ao desconhecido. Pura como o fogo e a terra, ela se lança, ela dança, ela se eleva. Como uma jovem virgem ela entrega sua pureza, dá o último passo na direção de sua escolha, de sua volúpia, de sua liberdade. A Princesa é a jovem rica e rebelde que escolhe o seu caminho quase que instintivamente, quase que inocentemente, inocentemente... Se há dúvida em seu coração, nós nunca o saberemos, pois ela segue firme, adaptativa, violenta muitas vezes, mas com a certeza de que sairá vitoriosa. Impetuosa, fértil, rica, inocente sem dúvida, esta é a Princesa do Palácio dos Deuses. Sua ousadia é digna do nosso amor e da nossa admiração, pois devemos saber que ne…

Atu XV – O Diabo

Nada melhor do que iniciarmos este nosso blog do que fazer um rápido comentário sobre o Atu XV, o Diabo, que é o arcano que em Essência rege todo o Tarot e, consequentemente, qualquer jogo realizado com este.


O Diabo, longe de qualquer conceito retrógado em que se baseia o senso comum, representa a Verdadeira Vontade, dentro do conceito thelêmico da palavra. Apesar deste Atu em si não representar propriamente a imagem do Sagrado Anjo Guardião, representa o conceito de Virilidade, de Vigor e de Força, que libera as energias ativas e passivas no ser humano. O Atu concentra em si as duas potencialidades de ação e não ação, convergendo-as em uma única direção.

Este Atu (ou arcano) demarca o Caminho do Iniciado na direção do Infinito, rompendo com todas as limitações e mostrando um novo rumo. O bode montês representa a ascensão do homem além dos seus limites físicos e psíquicos. Esta ascensão é realizada por causa do Amor, representado pela guirlanda de flores em sua cabeça, dirigido pela Vo…